Proteja o seu animal do Frio
21-08-2015
Nesta altura do ano deve prestar-se atenção redobrada aos cuidados relativos ao frio, para com os nossos animais. De facto, há a tendência para se pensar que por terem a pele revestida por pêlos, os animais não sentem frio como as pessoas, o que não corresponde à verdade. 
Apesar de todos os animais sentirem frio, há grupos que carecem de maior atenção como as raças pequenas, de pêlo curto, os animais mais jovens e os geriátricos. 

Doenças características

Apesar dos animais estarem susceptíveis a adoecer em qualquer altura do ano, no Inverno as baixas temperaturas predispõem a doenças de foro respiratório pelo que os donos devem estar atentos a sinais como espirros, tosse, corrimento nasal e/ou ocular e perda de apetite. 
É especialmente importante nesta altura do ano o animal ter a vacinação em dia e estar em bom estado de saúde para enfrentar o Inverno que agora se inicia, pelo que é a altura ideal para um check-up com o seu veterinário.  

Cuidados gerais a ter com o frio

Existem algumas mudanças e cuidados especiais que devem ser tidos em atenção nesta altura do ano. 
Os banhos devem ser reservados para os períodos do dia de maior exposição solar e o animal deve ser muito bem seco, de seguida. Os donos podem recorrer nesta altura a banho e tosquia feitos profissionalmente, disponíveis no nosso centro veterinário, onde os animais, após o banho, são secos através de secadores mais potentes que os caseiros, que expulsam, de forma rápida e eficaz, a água do seu pêlo. 
Deve evitar-se passear os animais nas horas mais frias e de piores condições atmosféricas e proceder-se à secagem do animal no caso de este apanhar chuva. Pode ainda optar por agasalhos contra o frio e chuva, disponíveis na nossa pet shop, bem tolerados pela maioria dos animais. 
Relativamente à alimentação, é importante que haja um reforço da mesma, particularmente em animais que habitem no exterior, para que haja um maior aporte calórico que se traduz em mais energia e resistência ao frio. Ainda sobre animais de exterior, é importante que estes tenham um abrigo isolado e protegido contra chuva e ventos fortes. 
Para animais que habitem dentro de casa, é necessário ter atenção redobrada a fontes de calor como lareiras e aquecedores, que podem potencialmente levar a queimaduras por contacto. Em caso de queimaduras ou lesões causadas pelo frio, não hesite e contacte-nos imediatamente. 

Os gatos e os motores dos carros

Devido ao frio, os motores ainda quentes dos carros estacionados são muito apetecíveis para gatos no exterior, em busca de calor e conforto. Esteja atento e verifique sempre, levantando e batendo no seu capô antes de iniciar viagem.